sábado, 16 de junho de 2018

Efeito Manada na Prática


Olá amigos e amigas de Atitude milionária, Tudo Bom?


Enquanto escrevo este POST, estamos no 7° DIA do PROTESTO DOS CAMINHONEIROS, e como escrevo quando tenho algo que julgue interessante de ser compartilhado, talvez quando postar já tenhamos passado deste momento. Mas o ensinamento é atemporal.

Assim que começou a paralização, houve uma corrida desenfreada das pessoas a mercados e, principalmente, Postos de gasolina.

Era fila em todos os lugares. Todos os mercados cheios, com as pessoas enchendo os carrinhos. Houve até uma reportagem onde uma senhora, com uma família de 4 pessoas, estava comprando, apenas de arroz, 15 PACOTES!!! Isso dá 75Kg de arroz. É MUITA COISA.Oque ela imaginava? Que a Paralisação duraria os próximos 6 meses?

Nos Postos, algo semelhante estava acontecendo: Carros e motos que raramente eram usados, que quase sempre estavam na reserva, de repente precisavam estar TODOS com o tanque cheio. E bem no dia em que foi predido para NÃO ABASTECER DE MODO ALGUM.

Maior procura que oferta, aumento de preços. Pode xingar os Comerciantes a vontade. É simplesmente lei de mercado.
Estavam se beneficiando da trajédia alheia? Sim. Mas como diz o ditado, “Enquanto alguns choram, outros vendem lenços.”
Particularmente sou contra este tipo de atitude, mas não vou fazer julgamentos. Cada cabeça, uma sentença.


Nisso, o EFEITO MANADA foi se tornando cada vez mais forte. Gente que NEM CARRO TEM, pegou um dos recipientes apropriados e foi comprar gasolina(pásmem).
Gasolina de 10 reais. Filas. Limite por carro. E como eu agi sobre isso? – Fiquei em casa. 

Afinal ainda tinha ¾ de tanque cheio, não é necessário encher em menos de 10 dias(costumo encher o tanque a cada 15 dias).
Hoje o tanque está na metade. E é verdade que sinto um pouco a vontade de ir com a manada. Quando passo perto de um posto e vejo fechado ou isolado com cones, me bate um frio na espinha de chegar uma hora que meu tanque vai zerar. Deve se parecido com quem compra uma ação e ela começa a cair, mesmo a pessoa tempo comprado pelos fundamentos, e naõ pelo preço. É muito difícil não ir com a maioria.

Como  este post não será  colocado online esta semana, devo atualiza-lo até o fim da greve. No momento, 7 dias, ½ tanque, leve frio na barriga quando vejo os Postos fechados.




Como esperado, retornei a escrever este POST quase 15 dias após o fim do Protesto. Qual o resultado disso tudo?

Como a população não ajudou, afinal era chegar gasolina em QUALQUER LUGAR da cidade que as filas já se formavam, tudo que o governo e empresários do ramo viram foi oque já é de conhecimento das montadoras de carros a décadas: Não importa o preço. Brasileiro PAGA.

Já os caminhoneiros, tiveram uma leve redução no preço do Diesel (pelo menos temporariamente) e, se não me engano, frete mínimo nacional.Também viram que podem subir o preço do frete, já que a população compra gasolina de 7 reais sem mal reclamar, que paguem mais caro no transporte dos outros produtos.Hoje mesmo, conversando com um cliente, este me disse ter visto ontem que os produtores de SOJA já não tem mais onde estocar a produção, mas não querem enviar para os pórtos no momento, já que o frete médio de 5K passou para, em média, 10K.

Quem tem algum contato com a área rural sabe que as margens são bem reduzidas, então um aumento deste no valor do frete vai inviabilizar a produção em vários casos. 

Não suportar ficar em casa durante o Fim de semana prolongado vai gerar um custo a nós e as gerações futuras. Afinal, se tem algo que aprendi no Brasil, é que PREÇO, depois que sobe NUNCA MAIS abaixa. Pelo menos não por muito tempo.

Claro que existe inflação, então é natural que os preços vão aumentando com o passar do tempo. Mas 100% em 30 dias??? Raiva ou Ganância.

Voltando ao foco financeiro do Post, oque podemos aprender com essa paralização, o desespero das pessoas e a corrida desenfreada por combustíveis, que pode ser útil para nossos investimentos?

Simplesmente: mantenha o controle. Se você compra Ações ou FIIs, atente-se aos Fundamentos. Nada de levar a sério que o “Senhor Mercado” está dizendo. Ele é Bipolar extremista. Hoje está empolgado ao extremo, amanhã acredita que o mundo vai acabar.

Se quer manter seu dinheiro e sua sanidade, não se preocupe. Vão vir outras tempestades, talvez até maiores. Também é verdade que depois de toda tempestade, o céu se abre.

Plante antes das chuvas, cuide das plantas, colha os frutos. Mas nunca arranque (venda) as árvores. A não ser que elas peguem uma doença séria(perca os fundamentos) deixe sua maquina de resultados quieta.

E você? Qual sua opinião sobre os protestos? Deixe seu registro nos comentários.

sábado, 9 de junho de 2018

Um ensaio sobre Frugalidade


Olá Amigos de atitude milionária! Tudo bom?

Falarei um pouco hoje sobre como as pessoas veem como algo quase impossível a vida frugal, que vários de nós praticamos.

Bom, eu sou uma pessoa comum, infelizmente não me dediquei aos estudos, não sou concursado nem trabalho em uma grande empresa com salários superiores a 5K/Mês, como alguns membros da Esfera Financeira.

Não me entendam mal, admiro muito eles, e se chegaram aonde estão, é devido a dedicação que tiveram desde jovens, e não já após os 25 anos.

Algo como 65% da população tem uma renda inferior a 3K/mês, e isso de RENDA FAMILIAR, não apenas pessoal. Alguém nessa situação pensar em IF é quase que loucura.
Mas os Loucos são os que criam as inovações.

Já houve épocas em minha vida que as vacas estavam gordas, sabia que deveria poupar mais, porém nós não acreditamos que as coisas possam mudar para pior, apenas para melhor, então tinha gastos enormes e desnecessários. Sim, não tinha a mente tão clara quanto hoje e tentava compensar o fracasso de algumas áreas com consumismo, coisa que NUNCA DÁ CERTO.



Mas o tempo passou, resolvi este problema nessa área de minha vida, me tornei mais frugal, paguei meu terreno, Tive o problema dos 50K, (link aqui) e estou na maratona de novo. Mais lento do que antes, (meu poder de aporte diminuiu) porém mais focado.

Recentemente um amigo de longa data e cliente de empréstimos desde Janeiro, veio me pagar e estávamos conversando. Como tinha pedidos para entregar, fui conversando com ele enquanto trabalhava.

Ele me perguntou sobre os custos e as margens do negócio. Como confio nele e sei que não tem vocação nem capital para ser um concorrente, além de atuar em uma área completamente diferente, Fui franco e expliquei sem maquiagem e romantismos.

Resumidamente, é um trabalho de formiguinha. Cada venda gera lucro de centavos, a lógica seria vender em grande quantidade, mas infelizmente isso não acontece. No atual cenário econômico, os compradores estão receosos de manter estoque. Isso faz eu baixar o estoque, o meu fornecedor baixar o estoque...E por aí vai.

Mas voltando ao foco, meu amigo ficou boquiaberto com as mínimas margens. Fez alguns cálculos, e acredito eu, que o que deixou ele mais intrigado foi como eu, com uma renda da soma de vários centavos, tinha dinheiro para emprestar, e até tomar um tombo tão grande quanto o citado em outro post.

A resposta é simples: Frugalidade. Vivo bem, tenho a moto que quero, treino onde quero, viajo para os lugares que quero. Isso para mim é algo matrixianamente relaxante, mesmo que me afaste um pouco da IF. Claro, poupar cada dia mais, ficar sempre em casa, andar de BIS ou equivalente, pode me aproximar mais rápido da IF, mas quando eu chegasse, talvez nem curtisse, afinal, não saberia mais como o fazer.

Tomo uma cerveja de vez em quando, as vezes até em barzinho quando acompanhado, nada dos lugares mais frescos onde você paga o dobro do preço pelo mesmo produto apenas por que o lugar tem uma decoração legal. Afinal só vou ficar por alguns momentos, não vou morar ali. Sozinho ou em casa, compro as famosas (ao menos na minha região) Romarinhos, os famosos litrinhos de 300ml.

Em suma: tenho meus desejos e vontades, igual a todo mundo, mas escolho qual e quando satisfazer. Nada de se enforcar em dívidas para ter agora algo que não deveria ter nem daqui 3 anos.

Este amigo, hoje, é casado com 2 filhos. Não, não vou ser insensível e dizer que ele jamais sairá da proverbial Corrida dos Ratos porque tem filhos. O problema dele começou bem antes.

Antes e se casar, ele tinha um salário muito superior ao meu faturamento, mas gastava mais do que isso. História bem comum né?
Enquanto o dinheiro entra todo mês, e como é algo que “todo mundo” faz (ter dívidas no cartão de crédito, Cheque especial, etc) ele estava tranquilo. Afinal, "para enriquecer no Brasil só sendo criminoso ou nascido em berço de ouro".

Casou e teve de mudar de emprego. Por um tempo ficou em um que pagava mais. Quitou algumas dessas contas, afinal morava em um apartamento que pertence ao sogro, Tinha alguns gastos exagerados em FAST FOOD, mas o dinheiro dava.

Quis se mudar, afinal a esposa estava grávida do segundo filho, e o AP se tornara pequeno. Discutiu com o patrão, saiu da empresa, por ser um bom funcionário, conseguiu rapidamente uma recolocação. Porém recebendo menos. Ajudo ele com valores pequenos em dinheiro, e grandes ensinamentos sobre finanças. Oque fazer com este conhecimento, já é por conta dele.



Você não precisa viver como um ermitão, pode ter seus mimos e vontades, só precisa policia-las.  Evite gastos excessivos, pense no futuro.
Aqui mesmo na Blogosfera de finanças, temos vários exemplos de pessoas que começaram do nada, e hoje já caminham a passos largos rumo a IF.

Seja Frugal, viva simples, Faça uma Reserva de Oportunidades, Invista.
Não descuide do corpo, mente e família.
E você verá que dinheiro, no final das contas, é importante, mas nem de longe é o principal.

Um Abraço, bons Lucros, nos vemos em breve.

A.A.

domingo, 3 de junho de 2018

Atualização Patrimonial Maio 2018


Olá amigos de atitude milionária, tudo bom?


Mês atípico e até meio bizarro eu diria, afinal vários amigos aqui da esfera financeira tiveram queda no patrimônio. Apesar de ter trabalhado bastante este mês, devido a uma nova parceria que fiz com um cliente já consolidado, talvez eu tenha uma queda também, pois estou entregando o produto, e vou receber por semana. Ou seja, o dinheiro vai, porém demorará alguns meses para voltar.


Sim, eu sei o que você deve estar pensando:

“- Como assim talvez tenha queda? Você escreve o Post sem ter feito o cálculo?”

E a resposta é SIM. Como o controle da Blogosfera é diferente do meu tradicional, eu já confiro os valores logo na seqüência dessa Introdução.


Então, vamos aos números:


Empréstimos: 17.678.00

O aumento foi devido a um novo empréstimo de médio prazo com pagamentos mensais ao estilo financiamento.



Cheques: 5.086.00 (com vencimento Junho/Julho)

Alguns foram outros vieram.  Giro positivo.



Vales: 1.425.00

Recebi os que estavam relacionados na atualização de Abril (Link) e peguei outro.



Em espécie: 440.00



Total: 24.629.00 (+12,30%)

Parte deste crescimento se deu porque eu estou trabalhando com um estoque menor, justamente para evitar ter dinheiro parado. Dinheiro este que está rendendo juros.
Não costumo falar do lado pessoal, mas noto que é uma tendência neste universo, então:

FAMILIA: Corre tudo bem. Todos com a Saúde em dia. Todos praticam atividade física (leve/Moderada)

TRABALHO: Bem proveitoso, este mês não tive dias ociosos oque me agrada muito.


RELACIONAMENTO: Não estou namorando, ficando esporadicamente com 2 moças (Loira/Morena) evitando que saibam uma da outra. Sabe como é, mesmo que não seja nada sério, mulher gosta de exclusividade.

LAZER: Um trabalho corrido é igual menos tempo para o Lazer, mas sei dosar isso bem. Não preciso sair toda semana, mas também não fico no trabalho quando tenho algo legal que quero fazer. E quando vou sair com as meninas, já aproveito para fazer algo que quero.

Seguindo os ensinamentos do Mestre BASTTER: Trabalhe, estude, aporte, cuide dos relacionamentos (Família, amigos, amores) e pratique alguma atividade física.(Ele recomenda praticar um esporte, mas já que nem todos tem animo para isso, uma atividade física para começar já vale.)
Obrigado pela visita!

Abraços, bons Lucros e até a próxima!

sábado, 26 de maio de 2018

Agiotagem e o Sistema Financeiro Legal


Olá Amigos de atitude milionária! Tudo bom?


Resolvi fazer este POST depois de ler os comentários de um artigo no BLOG do amigo O FILHO DO CHEFE falando sobre o ato de trocar cheques e/ou factoring não regulamentado.


Sim, de acordo com a nossa legislação, é crime. E como o amigo JARDINEIRO postou, desde a Roma antiga. Tenho minhas próprias opiniões e teorias sobre o assunto.

Na antiguidade, o Poder se encontrava nas mãos dos Reis, Imperadores e Religiões. E nem a Igreja e muito menos os Monarcas queriam seus súditos buscando uma melhora de vida, pois isso poderia significar se revoltar com o sistema vigente. A Igreja propagava a máxima de que “Se você nasceu filho de camponês, foi porque assim Deus quis, e querer outra coisa, é ir contra a vontade do Criador.”

Não sei se você acredita em uma Força Superior, eu particularmente acredito (te respeito e defendo seu direito de não concordar) e meu Deus quer o melhor de mim, me deu o Livre Arbítrio para tentar evoluir por conta própria, sendo eu mesmo responsável por meus méritos e falhas.

Então se um camponês acumula algumas moedas de Bronze, e as empresta a outros camponeses, trocando parte da produção desses (grãos por exemplo) como garantias, esse camponês com o tempo vai prosperar. Ensinando os filhos a continuar seu método, e esses ensinando a próxima geração, esta família pode se tornar Rica e Respeitada, talvez tendo mais influência, com o passar dos tempos, do que o próprio rei. E Reis querem ser absolutos.

Este é um pensamento completamente errado, pois a antiga Babilônia se tornou a cidade mais próspera do seu tempo, não por ter um rei que queria apenas ovelhas em seu reino, mas sim por ser um governante que estimulava a prosperidade em suas terras.
Resumindo: Usura era crime não pelas altas taxas (o que não existia, afinal inflação, fora dos períodos de guerra, praticamente não existia), mas sim pelo potencial de crescimento de quem a praticava, o que incomodava governantes e o Clero.

Isso hoje ainda é verdade, a menos que você tenha QI Duplo (Quociente de Inteligência e o famoso Quem Indica) para tem influência para conseguir as licenças para Operar como FACTORING ou FOMENTO MERCANTIL. Com o Carimbo certo do Governo você pode cobrar 500% ao ano, tomar a casa do cidadão e mesmo assim ele ainda ter dívidas e está tudo certo. Algo completamente legal. Vou demonstrar com dois exemplos reais, como o sistema financeiro não foi feito para ajudar o pequeno, e, sem nós, “Criminosos contra a economia popular”, menos empregos e impostos seriam criados.


Exemplo 1:

Um cliente, proprietário de uma pequena fábrica, presta serviços para outras empresas. Devido à concorrência, suas margens diminuíram muito. Só foi se dar conta disso, quando o caixa já estava baixo. A empresa continua produzindo, mas lucrando menos. Desfez de alguns funcionários, o dono colocou a mão na massa para economizar com mão de obra. Não foi o suficiente. Precisou de dinheiro. O Banco queria um imóvel próprio de garantia, coisa que ele não tem. O Carro, um SUV, não aceitaram devido ao risco (colisão, Roubo, Apenas esconder em caso de busca apreensão...), ele estava quase fechando as portas por falta de capital de giro, Desempregando 3 pessoas (os melhores funcionários, que manteve) a fonte de renda da família, porque, toda a renda vem da fábrica, e até colocando em risco o próprio casamento, afinal, sabemos que o segundo motivo de separação é relacionado a (falta de) dinheiro.

Na época, 2 funcionários dele eram meus clientes, para quem eu trocava cheques a vista, já que quando saiam do trabalho, os bancos já estavam fechados, e precisavam do dinheiro quanto antes.

Comentaram de mim, a quem ele procurou, contou sua história e pediu o dinheiro todo. Coisa que eu não tinha. Contei a história a minha mãe, que devido ao bom histórico do funcionário dele conosco (afinal, se o funcionário troca cheques regularmente, isso significa que ele paga em dia) Resolveu ajudar. Mas também não tinha todo o dinheiro. Propôs então a ele emprestar o suficiente para ele trabalhar na semana, e os vales(expliquei sobre eles no POST “Atualização Patrimonial”) que pegasse das outras empresas, passasse para ela, que serviriam de garantia do valor e prova que ele vendeu naquela semana, ela iria emprestando conforme pudesse, para tentar fechar o mês, e assim ele conseguisse fazer o negócio girar. Deu certo.

Graças a minha mãe, que nosso sistema financeiro intitula como “Usurária”, esta empresa ainda está viva (passou-se cinco anos desde o ocorrido), 3 pessoas não perderam seus empregos, e a família continua unida. 
É... Somos monstros.


Exemplo 2:

Este foi comigo mesmo. Fui montar o negócio (que fechei ano passado, conto sobre isso aqui) e pensei em montar tudo de uma vez. Procurei um grande Banco Estatal, afinal o governo tem interesse em aumentar a riqueza do país, Certo?

Precisava de 20K. Pediram uma garantia. Ofereci um imóvel da família, coincidentemente próximo dessa filial do Banco, como garantia. Valor de mercado à época: 100K. Quitada, IPTU em dia, tudo certinho. Me pediram R$5.000,00pela Hipoteca (Leia-se: um funcionário do Banco ir até o local olhar a casa) antes de aprovar o empréstimo.

OU seja, antes de colocar as mãos no dinheiro, já teria um ágio de 25%, fora os juros.
Desisti do empréstimo, fui trabalhando, economizando, e fui montando aos poucos. Deu trabalho, mas consegui. Muitos não tem a mesma sorte.

Duas empresas, que pagam impostos, geram riqueza, e até alimentam famílias, que se dependesse do nosso SISTEMA FINANCEIRO, não existiriam.

Eu sempre gosto de dizer que nada no mundo é Preto ou Branco. A vida é muito complexa para se definir entre 8 ou 80. Vivemos, na maior parte do tempo, no “Cinza”. Legal o suficiente para não ser preso, Ilegal o suficiente para ter lucro e não quebrar.

Claro que há exceções, mas prefiro trabalhar com a regra.

Há sim os Agiotas Criminosos, que ameaçam, machucam e matam, há os Colombianos que lotam as cidades brasileiras com juros astronômicos de 1% AO DIA(!), mas a maioria são pessoas que apenas querem fazer seu dinheiro trabalhar para elas, que devido ao pouco montante para aporte mensal, correm maiores riscos, buscando maiores recompensas.
Exemplo dos empréstimos com juros diários feito por Colombianos


Um Abraço, bons Lucros, nos vemos em breve.

A.A.

domingo, 13 de maio de 2018

O ERRO DE R$50.000.00 Parte 2

Olá Amigos de atitude milionária! Tudo bom?

Hoje termino a história do ERRO DE 50K, espero que tenha gostado da primeira parte.



Como meu poder de aporte aumentou, tinha mais dinheiro disponível, e uma coceira atrás da orelha de deixar ele parado na bunda de um banqueiro Poupança até aparecer mais cheques para trocar.

Pensando nisso, um dia, me veio o Insight de que a cada R$400,00 que eu “aplicasse”, aumentaria R$5,00 no valor para receber na semana seguinte. Também teve outro detalhe muito importante: ao emprestar por semana e não por Mês, mesmo com o combinado de 5%, que divido por 4 semanas dá 1.25%/semana certo? Errado. Você se esqueceu de utilizar os juros compostos. Emprestando semanalmente, ao invés de ter um aumento no valor final apenas com juros de 5%, eu tinha 5.94%. Um ganho de quase 18.8% superior. Nada mal.


Neste meio tempo, comecei a ficar insatisfeito com o trabalho. Não com o trabalho em si, mas sim com os clientes. Era um trabalho voltado para o público jovem, e como vocês devem ter notado, a educação, no sentido de boas maneiras e respeito para com o próximo, diminuiu muito nos últimos 10 anos. O Jovem manda em casa, já que os pais não podem repreender (vocês já foram jovens, sabem que só falar tem vezes que não adianta, e uma leve repreensão física se faz necessário [Tudo bem se descordar]), mandam na escola, já que quando os alunos não são aprovados, não é o aluno que é repreendido, e sim o professor, tanto pelos pais do projeto de meliante aluno quanto pelo Estado (EDUCAÇÃO CONTINUADA = sabe escrever o nome? Deixe chegar no 9° ano) que quando chegam (chegavam) no meu negócio, achava que seria assim também. Porém eu não montei negócio para ser mandado por alguém com menos da metade da minha idade.


Não, eu não tratava mau meus clientes, só que em todo comércio há regras. E eles se negavam a obedecer. Poderia funcionar na casa deles, aqui não.
Com isso meu gosto pelo trabalho foi diminuindo, e somando-se o fato do crescimento da renda passiva de mais de 5% ao mês, fui ficando cada vez mais decidido a fechar.

Vi que com 2K/mês eu me manteria tranquilo, Sobrando até um pouco para aportar. Tendo uma segunda fonte de renda para aumentar meus aportes (esta que se tornou minha principal hoje) não teria de aguentar trabalho chato com horário, aportaria e ainda ficaria tranquilo. Muito bom.

Comecei a concentrar cada vez mais recursos neste cliente, seguindo a estratégia do Livro, E quando eu estivesse com 70K, iria retirando aos poucos, para Construir no terreno citado na primeira parte.


Para não parar de aportar, decidi entrar com um amigo Construtor e Vendedor de Carros na parte de comprar carros em leilão. É um pouco arriscado, mas se o carro estiver com o motor em dia, se gasta pouco com uma reforma estética e se vende com um lucro legal. Se não, você faz o motor e vende com um lucro menor. Fiz as contas dos cheques que tinha em casa, e davam quase 10K. Resolvi acumular este valor e, com outros 10K do meu amigo, começar a trabalhar com os leilões. Nessa época, eu já recebia quase R$400,00/semana do cliente. Nem preciso dizer que o mundo parecia Cor de Rosa.

Nisso estávamos próximos do fim de ano de 2016.


Antes de continuar, quero esclarecer que não me achava tão inconsequente assim com meu dinheiro, por que, em minha análise, estava protegido. Como ia na loja sempre, já que era cliente, estava sempre atendo ao que ele vendia, a movimentação da loja, conversava com ele, com a mulher dele (afinal, caso ele morresse, ela seria a dona da loja, então deixava meus negócios com ele sempre a par com ela) aos negócios dele (outra loja, carros para revenda, sítio) e tudo indicava que ele estava indo bem. E o pior é que até na cabeça dele, estava mesmo. Continuando:



Decidi que realmente iria fechar meu negócio. Coloquei as coisas a venda. Não consegui passar o negócio montado, então fui vendendo em partes. Recebia pouco a vista, a maioria no cartão em 10x.

Meu celular estava começando a ficar ruim, daí peguei um novo nessa loja, troquei por 2 semanas de juros. Olha...Ainda bem.

Reveillon. Estava na casa de um tio da então namorada. Depois da virada, voltei para casa. Eu havia sido roubado.

Pior do que o sentimento de não ver suas coisas lá, é o de ver tudo revirado. Dá um sentimento de invasão, de insegurança. Meus pais longe, sem ter como vir antes do dia 3. A namorada, que já tinha planos em sua cabeça de largar, para enfraquecer os laços não foi lá passar nenhum dia comigo. Amigos, todos viajando, curtindo o feriado.

Como gosto de deixar as contas em ordem, havia em casa 2K em dinheiro vivo, para pagar os impostos de janeiro (tentei pagar no dia 28, mas o sistema só aceita depois do dia 1°) que foi levado. Pularam o muro do fundo, porém levaram todas as chaves da casa. Acredito que queriam voltar para roubar a moto também. Gastei R$200,00 trocando fechaduras. Sorte que havia recebido no dia anterior, (R$400,00) que estavam na carteira.

No dia 6 meu relacionamento se rompe, vai Messenger.


O cliente não pagou em dia. Havia outras pessoas para receber dele. Fui conversar com os outros credores. Ele estava se alavancando. Pegou dinheiro emprestado para comprar o sítio. Muita areia e pouca terra boa. Pegou emprestado para comprar uma loja no centro. O negócio não virou. O furgão dele, que estava lotado de Eletrônicos caros, havia sido roubado no início de novembro. Daí todo o castelo de cartas se desmoronou. Dos R$400.00, ele me passou só R$100,00.

Na outra semana, ainda não era o dia de receber, vi a loja fechada. E assim ficou por 3 dias. Abriu. Só a esposa e os funcionários se encontravam. Um agiota (no mal sentido da palavra, daquele que ameaça e cumpre, daqueles que dão má fama a todos que apenas tentam um rendimento melhor do seu dinheiro) havia ido cobrar, se desentenderam, O Cliente perdeu a cabeça, sacou uma arma e atirou para assustar (acredite, pela disposição dos móveis da loja, é improvável errar alguém até sair pela porta) e o cobrador se foi. O cliente caiu na real da merda que havia feito. Fugiu. Deixou a mulher na loja.


Nas outras 2 semanas, para ajudar, eu ia todos os dias receber. Às vezes R$100,00...Às vezes R$50,00...Mas sempre dava os R$400,00 combinados. Até que cheguei na loja, e havia outro dono. E várias pessoas revoltadas, todas credoras dele, empréstimo ou mercadorias. Até o novo dono, um rapaz gente boa, porém firme, a quem devia 90K, propôs passar a loja para quitar a dívida.

Eu me lembro que cerca de 2 meses antes ele havia me oferecido um terreno numa cidade vizinha pela sua dívida. Como o terreno valia 25K, e a dívida dele quase 40K, não aceitei. Ah se ele houvesse falado a real...

Descobri que o Cobrador estava planejando sequestrar a mulher dele, para descobrir o paradeiro, ou fazer com que ele se entregasse. E o Pior, já nem queria o dinheiro. Só vingança Pelo disparo.

Os cheques começaram a voltar. E a época, eu não segurava os cheques e depositava na minha conta. Eu os passava para fornecedores. Estava muito preocupado. Oque gelou minha espinha foi ver em um levantamento que fiz que os 12K em cheques que tinha, 10K eram clientes dele. Quando descobriram que ele havia fugido, cancelaram os cheques. Desses, 9K estavam nas mãos de fornecedores. Eu já tinha perdido 40K, tinha de comprar várias coisas para a casa, e ainda teria de criar mais 9K para cobrir os cheques, afinal, meus fornecedores não tinham culpa. Prejuízo 2 vezes.


E para fechar a conta: Lembra da namorada? Que não foi me dar apoio psicológico após o roubo e se separou 5 dias depois? Então...Tinha uma compra dela de R$500,00/mês por 3 meses no meu cartão, o qual na data combinada, Ela disse que não poderia pagar, pois o comércio dela estava indo mal.

Então, o prejuízo, apenas em dinheiro vivo foi de mais de 60K, fora os eletrodomésticos que fui obrigado a comprar de novo. Sou Grato a DEUS por não ter entrado em depressão neste período.

A lição é clara, mas vou frisar: DIVERSIFIQUE! Não importa o ramo que atue, DIVERSIFIQUE!

Que minha história sirva de alerta para que outras pessoas não cometam o mesmo erro.

E você? Que erros com dinheiro cometeu? Comente!

Grato Pela Leitura.

A.A.


segunda-feira, 30 de abril de 2018

Atualização Patrimonial Abril 2018

Olá Amigos de atitude milionária! Tudo bom?

Aqui no nosso recanto virtual nós encontramos Mentes Milionárias, que muito tem a nos acrescentar. Sou grato por ter conhecido a Blogosfera Financeira.



Mês fraco este que Acabou, cheguei a ficar 10 dias sem pedidos na atividade principal, Pouco depois de fazer um CARO grande estoque.
Não me arrependo, pois consegui matéria prima de qualidade com Desconto de 24%! Este dinheiro nos empréstimos demorariam cerca de 4 meses para me dar esse retorno. O chato é que está chegando a hora de pagar as duplicatas e não vendi o suficiente.


Maio já começa bom, afinal hoje mesmo (30/03) já chegaram 2 Pedidos. Pequenos, mas como dizem os mais experientes: “Melhor pingar do que secar”.

Conversei com um cliente já consolidado sobre aumentar o leque de produtos que ele compra de mim. Estamos em negociação. Qualquer novidade digo a vocês.

Oque mais me assustou neste mês foram as reclamações em VÁRIAS atividades diferentes com as quais me relaciono; Desde Tecnologia até terraplanagem.

Isso foi na contramão ao senso comum, em que se acreditava que as coisas começariam a esquentar. Eu mesmo não tinha do que reclamar, pois vinha de vendas frequentes de pouca oscilação desde novembro.

Mas chega de falar de mim e vamos aos números:

Empréstimos: 16.578.00

Esta pequena queda se deve que um cliente que deveria pagar no dia 25 está em viagem a negócios, não conseguiram vender toda a produção que levaram, então estão esticando a estadia para não ter de voltar com mercadoria para trás. Aguardemos e boas vendas à ele.

Cheques: 1.909.00 (com vencimento Maio/Junho)


Vales: 3.184.76

Estes eu recebi aqueles do mês anterior e, após 1 semana, um novo empréstimo foi feito, totalizando o valor supracitado.

Em Espécie: 259.00


Total: 21.930.00 (+8.45%)


Devo confessar que o resultado me deixou feliz e impressionado. Um mês com tantos dias de vacância deu um resultado positivo bem legal. Isso é prova que uma Vida Frugal e Equilibrada somada a Aporte, Juros compostos & Tempo é a chave para conquistar a Independência Financeira.

Abraço e até a próxima!

sexta-feira, 27 de abril de 2018

O ERRO DE R$50.000.00

Olá Amigos de Atitude Milionária!!! Tudo bom?

Quem acompanha o BLOG (que está bem novo, facinho de maratonar, Fica a dica) viu minha primeira demonstração patrimonial. Confesso ser um valor bem baixo, levando em consideração minha idade (30-35), mas o valor é assim tão contraído por que decidi fazer um Canal voltado para este ramo tão controverso quanto Agiotagem. Sei que perco alguns leitores que nem abrem o BLOG por conta do nome, mas decidi fazer um assim, então sem choro e mãos na massa.


Tenho um veículo, que não considero patrimônio por ser um passivo (algo que só te gera despesa) e também um terreno, plano, bem localizado, que vale 100K sem muito esforço. Como o Objetivo principal da agiotagem é levantar dinheiro para construir e vender nesse terreno, ele hoje me gera uma despesa bem pequena ao ano a título de impostos. Coisa pouca, mas por ora, ele apenas tira dinheiro do meu bolso. Logo, um passivo.
Para quem já leu, e se não leu, eu indico, o que disse acima aprendi no livro PAI RICO PAI POBRE, leitura obrigatória para todos que buscam Independência Financeira.

O Criador e a Obra

Mas a outro livro, bem famoso também, que li, não entendi a mensagem ou apliquei errado o que o livro ensinava, que me fez ter o prejuízo supra citado. E este foi OS AXIOMAS DE ZURIQUE.

Nele, você encontrará alguns ensinamentos controversos, indo na contra mão do que ensinam os educadores financeiros. E como te convencem no começo do livro que todo o sucesso do país se deve a inteligência com ativos que eles tem (A Suíça é um país montanhoso de agricultura difícil.) você acaba indo contra tudo que aprendeu e resolve arriscar com os ensinamentos deles.
Estude, mas aplique com moderação.


Tinha acumulado 4K, e procurando uma rentabilidade boa e sem muita burocracia para ele, entrei com contato com alguns amigos lojistas, e ofereci para trocar algum cheque que porventura tenham pego de vendas parceladas mas precisavam do dinheiro antes do prazo.
Um se interessou, e me passou 4 cheques, que juntos davam um valor final de R$4.200,00. Não me recordo de quanto passei para ele, pois os cheques eram em datas distintas.
Chegando a data para depósito, eis que os 2 voltam, totalizando R$1.500,00. Fui à loja, avisei, e ele pediu para buscar daqui uma semana. Apareci, e ele me viu, se assustou e disse “- Nossa, tinha me esquecido de você!” e me deu Apenas R$500,00. Na outra semana, eu faria uma viagem para outro estado com namorada, daí avisei que precisaria de 1K. Ele me conseguiu R$800,00. Fui viajar, fiquei fora 2 semanas, e ao voltar, conversando com um amigo em comum, ele me disse algo que na hora me pareceu ser uma ótima Sacada (E no momento foi mesmo) que me fez mudar o modo que trabalharia com ele.


Peguei os outros 2 cheques (R$2.700,00) e o que ele ainda não tinha pago (R$200,00) e devolvi para ele, dizendo que a 5% ao mês dava R$145,00, então falei que até ele me pagar, iria me pagando Este valor. Fui meio descrente no primeiro mês, porém ele pagou certinho. Peguei R$45,00 e devolvi o restante para ele, assim, no mês seguinte, ele me daria R$150,00. No dia ele me pagou, mas ao invés de pegar o dinheiro, dei R$50,00 do bolso, daí no próximo mês, seriam R$160,00. E assim o tempo foi passando, havia meses em que pegava todo o dinheiro, outros em que eu pegava parte, e outros em que inteirava um pouco do bolso para aumentar o montante no mês seguinte

.
Neste meio período, acumulei mais capital e comecei a trocar alguns cheques para outros clientes, e como ele estava pagando os juros em dia, acabei trocando alguns para ele também. Alguns caiam, outros voltavam. Os que voltavam eu incorporava no montante da conta, e aumentava os juros mensais.
Como o amigo do Blog AGIOTAS S/A exemplificou em alguns POSTs, neste ramo hoje você está com dinheiro nas mãos, amanhã já não. Como namorava na época, não era muito legal não ter dinheiro para um barzinho (Bonitos porém baratos, Bares caros causam alergia em minha carteira) ou um churrasquinho para 2-3 pessoas (sempre tem um/uma cunhado para “serrar”) no fim de semana pelo menos. Daí notei que os juros mensais estavam em R$240,00; Então pensei: “Ué, por que não receber por semana? Sempre terei um trocadinho no FDS e aperta menos o caixa dele.” Propus e foi aceito.

Churrasco é uma Paixão.


Mas Agiota, e sobre o ensinamento do Livro que te levou a cometer um erro?
Certo, hora de voltar a falar dele.

O ensinamento diz que DIVERSIFICAR é algo bom, porém apenas depois que você tem um capital maior, enquanto ainda tem pouco, deve arriscar, por que afinal, se perder tudo, o “tudo” será bem pouco. Do que adianta tem várias cestas de ovos se só tem 1 ovo em cada cesta? Os empréstimos iam bem, havia acabado de pagar o meu terreno, meu sentimento para com o trabalho era neutro, meu poder de aporte aumentou...Então, naquele momento, fazia todo o sentido.
Mas a vida adora mostrar que você está errado...

Caia, Aprenda, Levante.


Notei que o post está ficando muito longo (ao estilo VIVER DE CONSTRUÇÃO [Risos]), então dividirei em 2 partes. Espero que estejam gostando da leitura.

Até a próxima, Abraço!